É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.

01
Jun 11
Desde o dia 30 de maio de 2008, d. Altiva da Silva Coimbra, faz
auto-hemoterapia, sem interrupção. As aplicações são realizadas a cada
cinco dias. Sua dose é de 10 ml, adotada após umas poucas aplicações de
5 ml. Com o tratamento, matou um cancro (basocelular), rejuvenesceu a
pele e, em muito, melhorou o funcionamento do coração. Nunca gripou,
mesmo não tomando vacina. Muitos são os outros benefícios do
tratamento. Não teve nenhum efeito negativo com as aplicações. Ao
contrário, teve benefícios que não podíamos imaginar. Ela não deixou os
tratamentos convencionais. Aos seus médicos, de clínica privada, um
deles - o cardiologista -de escolha pessoal dela, feito o preâmbulo de
que aplicamos todos os remédios prescritos, mesmo as estatinas, damos
ciência de que d. Altiva faz auto-hemoterapia. A resposta é invariável:
que seguem protocolos médicos, nacionais e estrangeiros. E respondemos
que as doenças iatrogênicas (provocadas pelos médicos e/ou seus
remédios) matam, só nos Estados Unidos da América, 786 mil pessoas por
ano. A conversa acaba ai. D. Altiva sofreu infarto agudo do miocárdio,
com lesão extensa, seguido de duas paradas cardíacas, em 26 de agosto
de 2004. Foi revivida em condições precárias, em hospital público. Na
primeira vez, com o desfibrilador quebrado, foi feito sem
cientificidade. Na segunda, foi usado o da ambulância que a
transportou, este em boas condições de uso (era de empresa privada). A
competência da equipe médica que a atendeu fez a diferença neste dia.
Filha de José Silvestre da Silva e d. Alvina Hertel, d. Altiva, reside
na região metropolitana da Grande Vitória, Espírito Santo, no Brasil.
Como seu filho, por ela, por mim e por meus irmãos, agradeço o
conhecimento da auto-hemoterapia, técnica que lhe assegura vitalidade,
ao dr. Luiz Moura, que deu entrevista magistral sobre o tema à Ana
Martinez e ao Luiz Fernando Sarmento. Com o dr. Luiz Moura aprendemos,
de quebra, a importância do uso do cloreto de magnésio, que ela toma
diariamente. Ubervalter Coimbra, jornalista.
publicado por auto-hemoterapia às 13:45

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
16
18

19
20
21
23
24
25

26
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO