É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.

12
Nov 11
Segunda-feira, 5 de abril de 2010 - 00:07:40 189.24.17.191


Quando tinha 18
anos
, trabalhava em Angola, numa companhia de Caminhos
de Ferro Transcontinental. Inglesa/Portuguesa - Companhia dos Caminhos
de Ferro de Benguela. Nessa época, houve um surto de
furunculose, bastante contagioso, no qual os furúncolos ficavam
de um tamanho maior que o normal, e eram bastantes dolorosos. Comecei
uma maratona por uma série de tratamentos e uma boa variedade de
medicamentos, sem qualquer resultado. Fui, então a um posto
médico da companhia, onde um médico português me
mandou fazer meia dúzia de " auto-sangue", nome pelo
qual era conhecido na época. Confesso que não fiz
fé, pois ninguém tinha ouvido falar antes, sobre este
tipo de tratamento. Foi apenas isso, um por semana, não passou
nenhum remédio. Comecei o tratamento e antes de uma semana, as
dores diminuíram muito. Ao fazer a quarta
aplicação, os furúnculos estavam secos e,
graças a Deus e a esse médico que me atendeu, até
hoje nunca mais tive problemas com furúnculos.


Rogério Manuel
Nogueira

63 anos - São Gonçalo, RJ, Brasil


Texto original em http://www.orientacoesmedicas.com.br/comentario_integra.
asp?cdg=3601
 
Saiba mais:
Doenças da Pele
Furúnculo

O que
é?
Infecção bacteriana da
pele que provoca a necrose (destruição) do
folículo pilosebáceo. É causada pela
bactéria estafilococos.
Manifestações
clínicas
A lesão inicia-se
por um nódulo muito doloroso, vermelho, inflamatório,
endurecido e quente, centrado por um pêlo, onde pode aparecer
pequeno ponto de pus.
Com a
evolução do quadro, ocorre o rompimento do nódulo
e a eliminação de pus e de uma massa
esbranquiçada, popularmente conhecida como
"carnegão", formando uma ferida ulcerada que, ao
cicatrizar, pode deixar uma mancha escura no local.
As lesões são mais freqüentes em áreas
de dobras da pele, sendo muito comuns nas nádegas e virilhas,
mas podem surgir em outros lugares como o abdômen e as
coxas.
Quando ocorrem repetidamente, a doença
recebe o nome de furunculose e está associada à
uma deficiência do organismo em evitar a infecção
do folículo. Quando várias lesões surgem
simultaneamente, próximas e interligadas, o quadro recebe o nome
de antraz,
ocorrência mais comum na região da nuca.
Tratamento
O tratamento é feito
com antibióticos locais e sistêmicos. Nos casos muito
dolorosos e com superfície amolecida, pode ser feita a drenagem
da lesão, com alívio imediato da dor.
Quando ocorre a furunculose, deve-se pesquisar e evitar o que
está favorecendo o surgimento das lesões e estimular a
imunidade do indivíduo a combater a infecção. O
médico dermatologista é o profissional indicado para o
tratamento dos furúnculos e da furunculose.
Veja
também...
Foliculite

 

publicado por auto-hemoterapia às 13:04

Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

14
15
16
17
19

21
24
26

29
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO