É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.

23
Abr 14

 

 

   Sentença</span>

CFM “julga” direito de opinião de médicos

 < /span>

Médico e cientista foi processado pelo Conselho de Medicina de São Paulo porque escreveu trabalho citando eficácia da auto-hemoterapia. Recorreu ao Conselho Federal de Medicina – CFM do Brasil e a sentença final é que “Médico que publica artigo de pesquisa bibliográfica sobre evolução de técnicas usadas ao longo dos anos não comete falta ética”. Nem precisava, pois a Constituição Federal garante o direito e a liberdade de expressão. Mas nesse ambiente arbitrário coisas desse tipo continuam acontecendo.

 

< span style="font-size:12.0pt;font-family:"Times New Roman","serif";mso-fareast-font-family: "Times New Roman";mso-fareast-language:PT-BR">O silêncio dos médicos alimenta injustiça social. Não era necessário, pois está na Constituição, mas pela decisão do Conselho os médicos ficam à vontade para opinar sobre auto-hemoterapia

 

--- Walter Medeiros – waltermedeiros@supercabo.com.br

 

“Médico que publica artigo de pesquisa bibliográfica sobre evolução de técnicas usadas ao longo dos anos não comete falta ética”. Esta frase não é uma simples opinião; é o enunciado de uma decisão do Conselho Federal de Medicina - CFM, que a proferiu para não enveredar mais ainda pelo caminho tortuoso do arbítrio contra a liberdade do exercício da medicina e de expressão (Para compreender bem o citado arbítrio, o leitor pode consultar o texto Razões para liberar a auto-hemoterapia em http://rnsites.com.br/autohemoterapia-arrazoado.htm& nbsp; ). 

 

Por trás desse anunciado existem fatos lamentáveis, decorrentes da falta de transparência e da postura fechada dos órgãos de classe dos médicos. Mas tomamos conhecimento de mais uma decisão que garante a liberdade dos médicos brasileiros para realizar trabalhos e publicações sobre técnicas importantes, como a auto-hemoterapia. A decisão foi lavrada em processo ético julgado pelo CFM. 

 

Julgamento 

 

O processo começou no Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo – Cremesp, contra o médico e cientista José de Felippe Junior, pelo fato de ele ter escrito trabalho de pesquisa sobre a evolução dos tratamentos referindo-se à auto-hemoterapia, no qual apresentou 120 referências bibliográficas no ano de 2012. Ele apelou para o CFM e foi absolvido por unanimidade em recurso conhecido e provido. 

 

O texto que gerou o processo foi “Infecção focal: Uma das causas esquecidas da verdadeira etiologia das doenças sistêmicas - o valor do FDG-PET no diagnóstico e o valor da autovacina no tratamento”. Escrito pelo Dr. José de Felippe Junior, o trabalho foi publicado em 2008 e pode ser lido intregalmente no endereço http://www.medicinacomplementar.com.br/tema150408a.asp</ a> .

     &n bsp;     

         ;    Pesquisa

 

O Dr. Filippe apresentou o resultado de sua pesquisa sobre o termo “infecção focal” mas, para desespero daqueles que não conseguem nem pensar na eficácia da auto-hemoterapia, a certa altura transcreveu escrito de E.C. Rosenow de 1958 que ensinava: “O processo de doença somente se estanca com as auto vacinas ou a autohemoterapia ao lado da exclusão do foco”.

 

Mais adiante é mostrado que “Na impossibilidade de se fazer vacinas autógenas, de acordo com os ensinamentos de Rosenow e pela impossibilidade de se encontrar o foco de infecção, os pesquisadores passaram a empregar outro tipo de auto vacina a autohemoterapia. É uma forma de auto-vacina em concentrações bem diluídas dos possíveis derivados e produtos do foco de infecção”. Informa que “Esta prática está proibida pelo Conselho Federal de Medicina no parecer CFM 12/2007”. Diz ainda que “Hoje temos a possibilidade de usar a tomografia FDG-PET e assim temos maior possibilidade de encontrar o foco de infecção escondido e não diagnosticado. Na impossibilidade de encontrarmos o foco nos resta a autohemoterapia, procedimento sem custo e desprovido de efeitos colaterais, exceto leve dolorimento no local da injeção”. 

 

Ressalva

 

O pesquisador teve o cuidado de explicar que “É importante salientar que ao tratarmos dos nossos pacientes, sempre precisamos utilizar em primeiro lugar todos os recursos da medicina convencional. Todos têm o direito de usufruir da MEDICINA MODERNA , da medicina que aprendemos na ESCOLA , entretanto, se não estamos obtendo o resultado esperado temos a obrigação como médicos de utilizar estratégias que já foram empregadas no passado e que sabidamente não apresentam efeitos colaterais”. E diz mais: “Ser médico é cuidar do paciente, é ser responsável pelo paciente, é utilizar toda estratégia possível para amenizar o sofrimento do paciente” recordando afirmação dele próprio feita em 1990.

     &n bsp;     

Na Conclusão ele defende que “Os dados epidemiológicos e as pesquisas que se seguiram a 1915 mostraram que o grande pesquisador do passado estava com a razão”, convocando: “Vamos ser médicos mais cuidadosos e acrescentar ao nosso raciocínio e à nossa propedêutica a possibilidade da presença de um foco de infecção”, indagando: “Quantas doenças já devem ter passado na frente dos meus olhos e eu não diagnostiquei uma simples e facilmente curável infecção focal ?”. Cita Charcot dizendo que “As enfermidades são muito antigas e nada a respeito delas mudou. Somos nós que mudamos ao aprender a reconhecer nelas o que antes não percebíamos”; e Walter Edgar Maffei, que aconselha: “Médicos : Não sejam camelôs da Indústria Farmacêutica”. Para o autor, “Amordaçar a Ciência é o mesmo que a tirania faz com a Liberdade de um povo”.

16.04.2014

Publicado em

http://rnsites.com.br/auto-hemoterapia.htm< /a>

 

Reproduzido em

 http://hemoterapia.org/informacoes_e_debate/ver_op iniao/cfm-julga-direito-de-opiniao-de-medicos-o-silencio-dos.asp< /a> 

Saiba mais: UMA PROIBIÇÃO ILEGAL (QUEM PROIBIU A AUTO-HEMOTERAPIA?)

Em http://www.r nsites.com.br/auto-hemoterapia-legis.htm

E,  “PARECER DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA (CFM) SOBRE AUTO-HEMOTERAPIA NÃO TEM CABEÇA, CONCLUI MÉDICO APÓS AVALIAÇÃO CIENTÍFICA”

http://www.hemoter apia.org/informacoes_e_debate/ver_opiniao/parecer-do-conselho-federal-de -medicina-cfm-sobre-auto.asp</ p>

publicado por auto-hemoterapia às 15:35

Abril 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
17
18
19

20
21
22
24
26

27
28
29
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO